Notícias & Novidades

Coworking cresce no Brasil e potencializa benefícios do trabalho em rede

Publicado em 02 de dezembro de 2016

O coworking é uma atividade relativamente nova: surgiu há 10 anos e aqui no Brasil tem ainda menos tempo. No entanto, pode-se dizer que essa é uma ideia que “pegou”. E são os números que comprovam a afirmação. Em 2016 a modalidade cresceu 52% em relação ao ano passado, segundo levantamento do Coworking Brasil, órgão que ajuda na divulgação desse conceito. Ao todo são quase 400 espaços funcionando no país. O estado de São Paulo é o que mais tem investido nesse mercado e concentra 39% de todos os escritórios compartilhados por aqui.

Todas essas salas abrigam mais de 10 mil posições de trabalho, número 54% maior que o registrado em 2015. A média é de 57 profissionais por espaço e estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná ampliaram as cidades que hoje contam com esse serviço.

Clique na imagem e saiba mais!

Clique na imagem e saiba mais!

Não é difícil imaginar o porquê desse “boom”. Os benefícios do coworking não são poucos e vem conquistando cada vez mais adeptos em todo o mundo. Ele tem se mostrado o modelo ideal para quem quer focar apenas no trabalho e não tem tempo, talento e muito menos interesse em administrar um espaço próprio.

Esses escritórios compartilhados “caem como uma luva” para o mundo de trabalho atual, que muda a cada instante e apresenta sempre novas possibilidades. Basta contratar um plano, geralmente mensal, que melhor atenda ao profissional e pronto. É só desfrutar da praticidade oferecida, com segurança e conforto.

Muito se fala das vantagens estruturais do coworking, e claro, elas são mesmo incríveis. O investimento é pequeno para utilizar um ambiente pensado com tudo que é preciso para desenvolver projetos profissionais: internet, telefone, móveis adequados, salas de reuniões e até cozinha para o cafezinho.

Mas os ganhos maiores ficam por conta dos espaços de convivência, que não podem faltar. Essa interação entre pessoas é, sem dúvida, a chave do sucesso do coworking. Um empresário dessa área escreveu na Internet, que essa modalidade envolve pessoas e não apenas cadeiras, afinal, ao fazer parte de um desses ambientes compartilhados, se agrega valor à vida do profissional e ele passa a fazer parte de uma comunidade.

Assim, muito mais que o espaço, essa experiência propicia o compartilhamento de ideias, a troca de conhecimentos, o espírito de colaboração, a interação social, a possibilidade de aprender coisas novas e, principalmente, de criar laços. E tudo isso, sem precisar abrir mão dos recursos tecnológicos de ponta, acusados muitas vezes de prejudicar as relações presenciais.

Essa relação gente com gente humaniza o ambiente profissional e os projetos desenvolvidos, criando uma teia de trabalho com benefícios para todos. Além de ser bom para os negócios é ainda melhor para a pessoa, que reconhece o valor do outro, o respeita e se torna parte de suas conquistas.

Coworking chega ao interior:

O conceito de coworking é moderno, mas não conquistou apenas profissionais e investidores nas capitais brasileiras. O compartilhamento do espaço de trabalho também é bem aceito no interior. É o caso de Alfenas, cidade com cerca de 80 mil habitantes no Sul de Minas Gerais, que ganhou este ano, seu primeiro espaço coworking.

O E-World é um espaço aconchegante com toda a infraestrutura necessária para acomodar profissionais e possibilitar o encontro de pessoas de diversos segmentos. Além de colocar em prática o conceito de partilha, o recinto ainda é um exemplo prático de economia criativa, que foca em atividades inovadoras que geram valor econômico.

A novidade não assustou os profissionais interioranos, que abraçaram a ideia e agora usufruem de seus privilégios. O desenvolvedor web, Willian Cézar é um desses pioneiros. Todos os dias ele viaja cerca de 45 quilômetros, de sua cidade natal para trabalhar no novo espaço. Para ele, a experiência tem sido enriquecedora, nos âmbitos profissional e pessoal. “Tenho aprendido muito com as pessoas que me cercam. Todos têm algo a ensinar e a aprender e essa troca, nos aproxima. Creio que estou me tornando uma pessoa melhor”, afirma.

Fonte: www.omelhordosuldeminas.com

Veja Mais