Notícias & Novidades

Método que promete a desejada barriga negativa chega ao Brasil

Publicado em 23 de maio de 2017

Embaixadora do Low Pressure Fitness Brasil, Carol Lemes.

Embaixadora do Low Pressure Fitness Brasil, Carol Lemes.

Sabe qual é o segredo do abdômen chapado exibido por Gisele Bündchen, Adriana Lima, Miranda Kerr e Karolina Kurkova pouquíssimo tempo depois de darem à luz? Nada de mil abdominais por dia nem cirurgia plástica para perder barriga.

As tops praticaram no período pós-parto os chamados exercícios hipopressivos que diminuem a diástase – espaçamento do abdômen comum durante a gravidez – através de uma série de atividades respiratórias e posturais. “É uma combinação da respiração típica das sessões de ioga com a base do RPG”, explica a personal trainer Carol Lemes, embaixadora do Low Pressure Fitness no Brasil, método que tem como chave as técnicas hipopressivas e que traz benefícios não só para mulheres que acabaram de ter filho.

Desenvolvida em 2005 pelo médico espanhol Piti Pinsach, as sessões de LPF são rápidas e intensas e exigem um ritmo respiratório controlado feito concomitantemente com a sucção do abdômen em apneia e a contração e isometria do diafragma.

Vai encarar? Prepare-se para passar meia hora com o “umbigo nas costas”, alterando a posição do corpo (os exercícios são feitos de pé, sentada e deitada).

Por conta do estímulo constante do cérebro para manter os músculos da região comprimidos, a promessa é que após três meses de prática o abdômen fique contraído até quando se está em repouso. Para chegar a esse ponto, entretanto, é preciso disciplina: nada de faltar às aulas (são indicadas de duas a três por semana) nem deixar de lado as atividades cardiovasculares.

O método que virou sucesso na Europa e nos Estados Unidos acaba de desembarcar no Brasil e traz melhorias além da barriga negativa como o fortalecimento do core (conjunto de músculos em torno do tronco que ajuda a fortalecer a coluna e todo o corpo) e da região lombar, melhor postura e melhor funcionamento do intestino. O LPF também previne a incontinência urinária, aumenta 15% a queima de gordura em repouso e, claro, diminui consideravelmente a circunferência da cintura, que pode chegar a menos 12 cm depois de 12 aulas. Até quem tem shape quadrado consegue ficar com cinturinha – a modalidade alinha o posicionamento dos órgãos de maneira que eles não fiquem “espalhados” pelo abdômen.

Fonte: Vogue

Agende uma aula experimental e conheça todos os benefícios do Low Pressure Fitness:
66 3421-9347 | 99984-0011

Veja Mais