Notícias

Os prós e contras de cada posição para dormir

Publicado em 22 de março de 2017

Dormir ajuda na melhoria da memória, a controlar a diabete, hipertensão, diminui o risco de patologias cardiovasculares e também previne a depressão e obesidade. Porém, é preciso ter uma noite bem dormida para ter esses benefícios.

A posição em que dormimos pode estragar ou beneficiar a nossa noite, pois para descansar e relaxar os músculos é necessário um suporte adequado para não tensionar ou torcer as articulações. Sentir dores nos músculos, membros ou na cabeça ao acordar pode ser sinal de uma noite mal dormida.

Confira agora os prós e contras de cada posição para dormir:

Dormir de lado

Essa posição é considerada a melhor para dormir, isso porque, ao deitar de lado, a pessoa consegue ter a coluna mais alinhada. Além disso, a posição também permite que a cabeça e os pés fiquem na altura do coração, o que melhora na circulação de todo o corpo. Porém, pequenos ajustes nessa posição são importantes.

O travesseiro precisa ficar na altura dos ombros para que a cabeça não fique inclinada, e outro travesseiro entre os joelhos, pois assim eles ficam mais alinhados ao tronco.

Dormir de barriga para cima

Deitar-se de barriga para cima não é uma boa posição, mas também não faz tão mal ao corpo. Quando dormimos deste jeito, as articulações conseguem relaxar de uma maneira satisfatória, prevenindo dores e torções. Mas a coluna acaba sendo prejudicada nessa posição, e o risco de ter problemas como ronco ou apneia podem ser maiores.

Para garantir uma boa noite de sono, o indicado é utilizar um travesseiro bem baixo, para evitar uma tensão na musculatura cervical. Nas pernas, outro travesseiro deve ser colocado, pois isso permite que eles fiquem menos estendidos, relaxando os músculos das coxas e da lombar.

Dormir de bruços

Dormir de bruços não é uma boa posição para dormir, isso porque o pescoço torce cerca de noventa graus cada vez que precisa se virar para respirar. Quando é colocado um travesseiro a situação pode ficar mais grave, isso porque o pescoço se hiperestende, o que pode motivar dores cervicais.

Mesmo que diversas pessoas estejam acostumadas com essa posição e se sintam confortáveis, o risco de ter problemas de cervicalgia, tendinite, bursite, dor nos ombros e nas costas é muito maior.

Infelizmente, não conseguimos controlar nossas posições durante a noite, já que o corpo busca a comodidade durante o sono e acabamos nos movimentando, o que é normal. O recomendado é sempre começar o seu sono na melhor posição, e já sentirá uma melhoria no sono, corpo e mente.

Fonte: Central da Fisioterapia

Veja Mais