Notícias, Notícias & Novidades

Saiba quais são os benefícios e a importância do alongamento na sua rotina

Publicado em 28 de junho de 2018

Quando se ouve a palavra alongamento nas academias, é comum as pessoas torcerem o nariz. A maioria acha que alongar é para iniciantes na musculação ou apenas para atividades físicas de grande impacto, como a corrida. Muitos vão além e acreditam que é coisa de gente de mais idade que está com algumas áreas do corpo comprometidas. Mas o alongamento é primordial para o bom funcionamento das articulações e para manter os músculos relaxados e flexíveis e as articulações com mobilidade.

Segundo Letícia Klimas, especialista em ioga e professora de educação física da academia Bio Ritmo, alongar é necessário para facilitar a execução de alguns movimentos, pois, com o passar do tempo, é normal perder mobilidade e flexibilidade. E isso acarreta a baixa lubrificação das articulações, o que pode levar a lesões. O alongamento aumenta ainda a sensação de relaxamento, melhora a qualidade da respiração e da postura, diminui a tensão muscular e aumenta a consciência corporal.

Tais Cerqueira, 46 anos, servidora pública federal e psicóloga, faz alongamento frequentemente, porque considera importante para seu bem-estar físico e mental. “Ele me traz flexibilidade e me auxilia na execução de outras atividades físicas, como a caminhada e a musculação. Desde que comecei a me alongar com mais frequência, senti muita melhora nas dores que sentia nas costas. Faço em casa, ao acordar ou à noite, e também nas aulas de Pilates.”

VULNERÁVEIS

Antes de adquirir esse hábito, Tais sentia dores após uma simples caminhada. Os alongamentos diários passaram a ocorrer por recomendação médica, pois a servidora recebeu o diagnóstico de protusão na cervical – distensão do anel fibroso que envolve os discos intervertebrais da coluna cervical. Gustavo da Rocha Leão, especialista em Reeducação Postural Global (RPG) e fisioterapeuta da academia terapêutica B-Active, ressalta que as pessoas que não alongam estão mais vulneráveis ao aumento de lesões osteomusculares, dores tensionais (musculares e articulares), problemas de coluna e rigidez – o que resulta em piora gradual e progressiva da postura. “Algumas lesões são consequências de encurtamento muscular, como a lombalgia – dor lombar causada por uma lesão do músculo. Inclua sempre o alongamento no dia a dia. É importante e melhora a qualidade de vida”, aconselha Gustavo.

Fonte: www.uai.com.br

Veja Mais